domingo, 24 de agosto de 2014

* Mosteiro de São Bento


A Igreja de São Bento é conhecida como a mais rica de Olinda (PE).

Faz parte do conjunto arquitetônico de São Bento, composto pelo Mosteiro de São Bento e Igreja de São Bento.

Igreja em estilo barroco.





Aqui funcionou por 24 anos, a primeira escola de direito do Brasil.

Onde estudou Castro Alves e Rui Barbosa.




O mosteiro ficou pronto em 1599. Mas o grande incêndio que aconteceu na invasão holandesa em 1632 e destruiu toda Olinda, arruinou a construção do mosteiro.
O que sobrou foi demolido dando lugar a construção de um novo prédio que é o atual. Voltando a funcionar em 1640.


O mosteiro foi sendo reconstruído e decorado passando por diversas épocas e estilos.

Foram tantas restaurações em épocas tão distintas que na própria igreja tem datas diversas.

No óculo da portada, data de 1761.


Brasão beneditinos



Altar-mor em madeira de cedro e inteiramente folheado a ouro. Um dos exemplares mais belos de talha dourada no Brasil.


Em 2001 o altar-mor foi objeto de uma grande polêmica:

Ao ser totalmente desmontado para a restauração, foi enviado para ser exposto em Nova York em 2002 como atração principal da exposição Brasil de Corpo e Alma, realizada no Museu Guggnheim.

Após a exposição, retornou ao seu lugar de origem.


O que chama a atenção na igreja é o Cristo Crucificado em tamanho natural que se encontra no coro, de costas para o altar-mor.

Isso acontecia porque os escravos não entravam na igreja e eles assistiam as missas olhando para o cristo que ficava virado para o lado de fora.

















Portas de jacarandá.


Repare no arroz no chão.
Arroz na porta de igreja é casamento realizado!!

Aos domingos as missas são realizadas com cantos gregorianos.


BannerFans.com